sábado, 20 de fevereiro de 2010

Análise Biomecânica dos Golpes Básicos do Tênis


A partir de hoje vou iniciar uma extensa Análise Biomecânica dos golpes básicos do Tênis: saque, forehand, backhand com 1 mão e backhand com 2 mãos. Juntos, estes golpes representam 82,2 % dos golpes utilizados durante uma partida entre tenistas de elite (COSTA, 1998). O primeiro golpe analisado será o Saque, até mesmo porque é com ele que iniciamos os pontos durante um jogo.

Para fins didáticos, cada golpe será dividido em 6 fases. Para cada fase analisarei aproximadamente 5 itens técnicos. Teremos então 30 itens analisados por golpe, chegando a 120 dicas técnicas para os 4 golpes!!!

Os estudos que envolvem tênis e biomecânica investigam basicamente três aspectos: desempenho técnico, estresse físico e equipamentos. O presente estudo enquadra-se na melhora do desempenho técnico, o qual é entendido por GROPPEL (1986) como sendo a melhor maneira de aumentar a potência dos golpes sem lesionar o executante.

Espero que a partir da leitura destas Análises, vocês consigam entender melhor cada fase dos golpes, potencializando as horas que passam treinando/jogando. É o que chamo de “Treinar com Informação Prévia”. Exemplifico isso contando o caso do garoto esforçado que todo dia após o treino ficava na quadra para treinar mais saques. Apesar de seu esforço, sua técnica era deficiente, prejudicada por um toss (levantamento da bola) muito para trás, impedindo-o de utilizar eficientemente o peso de seu corpo para frente, em direção ao seu alvo. O garoto treinou bastante, mas infelizmente "treinou seu erro", e perdeu tempo. Por isso teorizo sobre “Treinar com Informação Prévia”.

Gostaria ainda de comentar como foi formada a base técnica para esta Análise Biomecânica. Utilizei duas fontes: A Biomecânica Qualitativa e a Biomecânica Quantitativa. Vamos discutir um pouco cada uma delas:

BIOMECÂNICA QUALITATIVA – é também chamada de Biomecânica Prática. Leva em consideração a experiência prática de importantes técnicos, comentaristas e demais experts em tênis. Estas pessoas escrevem na Revista norte-americana TENNIS (www.tennis.com), especificamente na sessão “The Great Shots”. Cada mês um jogador é escolhido e tem um determinado golpe analisado. Este golpe é mostrado em fases que variam entre 4 e 10 fotos e o escritor relata suas observações para cada fase. Esta Análise é de grande importância, pois revela o ponto de vista de nomes como: Nick Bollettieri (ex-técnico de Andre Agassi, Jim Courier, Boris Becker, Monica Seles, entre outros), Paul Annacone (técnico da Equipe Britânica da Copa Davis), Robert Lansdorp (ex-técnico de Pete Sampras), Tracy Austin (comentarista da BBC) e Jimmy Arias (comentarista do Tennis Channel). Portanto, para levar em conta a Biomecânica Qualitativa, compilei as informações de vários artigos “The Great Shots”, retirados de aproximadamente 80 exemplares que guardo com carinho em minha sala. Cada mês lia as considerações dos especialistas e anotava os itens mais citados. Só faltava explicar o porquê de cada um desses itens. Foi então que a Biomecânica Quantitativa me ajudou. A Teoria se fazia necessária.

BIOMECÂNICA QUANTITATIVA – é também chamada de Biomecânica Teórica. Leva em consideração os resultados de estudos científicos, seguindo determinados rigores acadêmicos. Nesta Biomecânica, a frase “eu acho” não tem vez. É necessário demonstrar, seja com gráficos ou fórmulas. Vou dar um exemplo através de um estudo que realizei durante meu Mestrado. Precisava demonstrar que a técnica Foot-up (saque onde o tenista aproxima os pés durante sua execução) exigia maior força na fase do ciclo flexão/extensão dos joelhos se comparada à técnica Foot-back (saque onde o tenista não aproxima os pés durante sua execução). Precisei então, utilizar um instrumento de medição chamado Plataforma de Força, que mede a Força de Reação do Solo. Desta forma consegui demonstrar minha teoria. Confira como o experimento foi realizado:

 Clique na Foto para Ampliar

Desta maneira, foi possível fazer o link entre Teoria e Prática.
A partir do próximo post então, a Análise Biomecânica dos Golpes Básicos do Tênis será iniciada. Espero que estes textos e dicas sejam úteis, e estou à disposição para dúvidas, discussões e críticas.

Até a próxima...