segunda-feira, 28 de junho de 2010

Ludgero é convidado para colaborar em Artigo da Revista VEJA


Clique para Ampliar

     
A repercusão do jogo entre Isner e Mahut em Wimbledon realmente foi muito grande. Na quinta-feira (24/06) recebi o telefonema do jornalista Alexandre Salvador, da Revista Veja. Ele é responsável pela coluna "Ordem de Grandeza", onde faz comparações entre números que envolvem um determinado assunto. Desta vez o assunto foi a "batalha" entre Isner e Mahut. Respondi perguntas como: quantas calorias um tenista consome por hora, que distância cada tenista percorre durante um ponto, quantas vezes eles batem na bola, entre outras. O resultado destas comparações estão descritos na reportagem acima. Vale conferir! Abraços a todos.    



domingo, 6 de junho de 2010

Parceria entre Ludgero e Nathália Rossi já começa com bons resultados...




Já conhecia a Nathália desde a época que treinava a Jenifer Widjaja (2006-2007). Não tinhámos muito contato. Sabia que era uma tenista muito esforçada e com estilo de jogo defensivo. Há pouco mais de 2 meses fui convidado a treinar a Nathália e confesso que em princípio não fiquei muito animado. Logo pensei: mais uma tenista de estilo defensivo, que fica horas encostada na tela, batendo bolas para cima e esperando a advesrária errar. Mesmo assim, marcamos uma semana de testes. Percebí então que estava enganado!!! Ao final do primeiro dia, já impressionado com as vísíveis mudanças de postura tática, perguntei a ela onde estava aquela "menina passadora de bolas" que eu havia conhecido há alguns anos. Ela me respondeu que foi jogar um torneio em Monterrey (México), com premiação de US$ 220.000, onde percebeu que para ser uma tenista de destaque, deveria mudar seu estilo de jogo. Até aí, nenhuma novidade. Achei legal que esta nova perspectiva partiu dela mesma. Também fiz questão de ouvir a história da Nathália, que também me impressionou: começou a jogar tênis aos 12 anos e com 16 já se tornava profissional. Mais alguns dias de treino e eu já estava convencido de que deveria voltar a trabalhar com uma tenista profissional. Nos últimos 2 anos e meio havia me dedicado apenas a tenistas infanto-juvenis em fase de formação. A dedicação que a Nathália mostrou durante estes dias, além de sua incrível e rara capacidade de "ouvir e fazer" me convenceram. Aceitei este novo desafio!!! Começamos então a trabalhar oficialmente.

             
 Nestes 2 primeiros meses, apenas ajustes táticos, utilizando seus golpes de maior confiança e tentando "disfarçar" suas fraquezas.

A Semana Perfeita - Começamos a semana no sábado. Treinamos no Clube Helvetia, onde coordeno um Centro de Rendimento. A Nathália treinou com 3 juvenis deste clube: Pietro Jordão, Laura Cardone e Isabella Iannace. No domingo fomos ao Clube Paineiras do Morumby para treinar já na quadra do torneio. Assisti alguns jogos da última rodada do qualy. Na segunda-feira, uma difícil estréia para Nathália, que ainda sem ritmo de jogo, precisou de 3 sets para vencer a convidada Raquel Piltcher, por 5/7, 6/1 e 6/4. Após o susto da estréia, os próximos 4 jogos foram decididos em apenas 2 sets: Beatriz Cecato (6/0 e 6/1), Paula Robles, da Colômbia (6/3 e 6/3), Paula Gonçalves (6/0 e 6/4) e Roxane Vaisemberg (6/4 e 6/3).

Todos os dias conseguimos treinar pelo menos 1 hora antes dos jogos, com o apoio dos simpáticos sócios do Paineiras, que nos cederam as quadras. Após o treino, jogávamos um tie-break. Gostaria de deixar registrado que ao final da semana o saldo foi: Ludgero 3 X 2 Nathália. rsrsrsrs

Gostaria também de registrar a grande ajuda de toda minha Equipe (SLICE TENNIS - Alphaville): Victor Barbosa / Clayton Felix / Jean Carlos / Alan Marques / André (técnicos), Benja / Anderson (preparadores físicos) e Guilherme Carvalho / Renato João (tenistas).  


Vídeo da Premiação - Nathália Rossi - ITF Futures

http://www.youtube.com/watch?v=BAsq4augzKc

Próximos Passos - Duas horas após a conquista, Nathália já segue para Brasília, onde joga mais um torneio da série Futures. Depois, joga mais 2 Futures em Buenos Aires. Após estes torneios, teremos aproximadamente 21 dias para iniciarmos as mudanças técnicas, especificamente no saque e no forehand. Já filmamos os golpes, mas temos que esperar esta fase de competições.     

A Decepção - Qualquer pessoa que me conheça há pelo menos 1 hora, sabe que sou um amante de Chocolate. Quando soube que minha estréia com a Nathália seria na Copa Nestlé Chocolover, não tive dúvidas que seria especial. Quase todos os técnicos fecham um acordo de aproximadamente 20% do Prize Money (premiação) como recompensa pelo trabalho. Eu não. Nosso acordo antes do início do torneio foi: 0% do Prize Money e 50% dos kits de chocolate. Porém, minha decepção: a Nathália recebeu o troféu, o cheque e NENHUM kit de chocolate!!! 

Abraço a Todos.
Até a próxima.  

Artigo escrito por Ludgero e Takahashi na Revista Tênis - Edição nº 80 - Maio 2010


Título da matéria: "Saque melhor e sem dor". 

Há 2 meses tive a idéia de escrever um artigo diferente. Convidei então meu amigo Ricardo Takahashi para esta inédita ação. Além de amigo pessoal, o Taka (como é conhecido no circuito do tênis) é um competente fisioterapeuta especializado em Tênis. Entre outras referências, é fisioterapeuta da Equipe Brasileira da Copa Davis há alguns anos. Compartilhamos da visão multidisciplinar do Tênis. Daí surgiu esta minha idéia, que prontamente contou com o apoio do Editor da Revista Tênis: Arnaldo Grizzo.
Obrigado Arnaldo e Taka!!! 

Logo postaremos a matéria na íntegra.

Abraço a Todos.